Amazon confirma o 5º centro de distribuição no Brasil

Amazon confirma o 5º centro de distribuição no Brasil

A Amazon, gigante do comércio eletrônico, ou apenas e-commerce, está apostando fortemente na expansão de suas operações no Brasil.

A gigante anunciou recentemente o quinto centro de distribuição aqui no Brasil, mais especificamente em Cajamar, na Grande São Paulo. O objetivo é se preparar para a enorme demanda dos clientes nas compras de fim de ano e da famosa Black Friday.

Esse centro é o quarto na cidade paulista, e é maior que os demais com 100 mil metros quadrados.

Veja o pronunciamento do country manager da Amazon no Brasil, Alex Szapiro:

“A Amazon está animada em expandir nossas operações de logística na região de São Paulo, gerando empregos adicionais à comunidade e aumentando nossa capacidade para lidar com o crescimento extraordinário que temos registrado no Brasil”, comenta Szapiro.

Neste novo CD (Centro de Distribuição), os colaboradores devem ajudar a receber, embalar e despachar desde itens para casa, eletrônicos e brinquedos, até itens maiores como produtos de limpeza, TVs e equipamentos para prática de esportes.

E como este tipo de operação demanda muitos empregos, tanto diretos quanto indiretos, todos estão na expectativa da geração de milhares de empregos, o que irá de certa forma ajudar neste momento de pandemia, onde houve um aumento significativo de desempregados.

E aí, o que achou desta notícia?

Novo Actros da Mercedes-Benz é eleito o melhor caminhão do ano

Novo Actros da Mercedes-Benz é eleito o melhor caminhão do ano

Após apenas alguns meses do lançamento do Novo Actros da Mercedes-Benz (que inclusive, abordamos aqui no blog da Guep), o extrapesado foi eleito o melhor caminhão do ano na edição de 2020 do “Prêmio REI – Reconhecimento à Excelência e Inovação”, iniciativa da Automotive Business, mídia especializada no setor de automóveis.

E não para por aí não: a Mercedes-Benz também foi reconhecida como a “Empresa do Ano” pelo mesma editora, por suas inovações e revoluções tecnológicas nas linhas de produção de veículos e serviços.

Segundo o vice-presidente de Vendas e Marketing da Mercedes-Benz, Roberto Leoncini, esse reconhecimento mostra que a empresa está no caminho correto ao buscar sempre agregar excelência e inovação aos seus produtos e serviços.

“É com muita satisfação e orgulho que ganhamos o expressivo reconhecimento do Prêmio REI, que leva em conta a opinião especializada de renomados profissionais, leitores e participantes de eventos da Automotive Business”, afirma Leoncini. “Isso aumenta ainda mais o significado dessa conquista, que compartilho com todos os nossos colaboradores, concessionários, clientes e parceiros de negócio. Com certeza, essa é mais uma prova de que ‘As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve. E entende os sotaques”, comenta Leoncini.

E vamos concordar que não é toa todo esse reconhecimento. Aliás, a empresa segue apostando em inovação para se destacar no cada vez mais competitivo segmento de transportes. No ano de 2018, a empresa fez a inauguração da primeira linha de caminhões no conceito 4.0 do país e lançou seu campo de provas, o maior do hemisfério sul para veículos comerciais.

No ano seguinte, em 2019, ela deu início às operações em uma nova linha de cabines e lançou o Novo Actros, um dos caminhões mais inteligentes, e seguros do país. Inclusive, se você quer saber mais sobre esse pesado, clique aqui para ler a matéria que fizemos sobre ele.

E aí, o que achou desta notícia, concorda que o Novo Actros é o melhor caminhão do ano?

Veja o novo painel da CNT com dados de empregos no setor de transporte

Veja o novo painel da CNT com dados de empregos no setor de transporte

É bom ouvir falar, ler a respeito da recuperação da atividade no setor do transporte depois do tombo causado pela pandemia – e também pela retração economia que já vinha de antes – mas, o importante é: cadê as vagas?! Como andam os postos de trabalho no segmento? Foi para responder a essa pergunta que a CNT (Confederação Nacional do Transporte) lançou em agosto, o Painel do Emprego do Transporte, que traz a movimentação mensal no mercado de trabalho formal no setor do Brasil. Com ela é possível identificar o total de admissões e desligamentos e o saldo de vagas por Unidade da Federação, por região e por modal de transporte.

A ferramenta também mostra quais as ocupações no setor que tiveram o maior número de contratações e de dispensas. Veja um print da ferramenta:

Quer acessar a ferramenta? Clique aqui.

Segundo dados do painel, no primeiro semestre de 2020, o setor de transporte acumulou perda de 56.584 vagas de emprego. Na época, os segmentos de transporte com pior desempenho foram o rodoviário urbano de passageiros, com menos 27.697 postos de trabalho, e o rodoviário de passageiros (interestadual e internacional), com saldo líquido de 21.936 vagas fechadas.

Vander Costa, presidente da CNT, explica que o painel é uma ação para auxiliar os transportadores em suas estratégias e decisões organizacionais, disponibilizando informações confiáveis em uma plataforma de fácil acesso e consulta.

“Esse novo painel, que lançamos hoje, funciona como uma espécie de termômetro do mercado de trabalho, pois permite identificar evoluções e tendências em cada segmento e no setor como um todo. Acreditamos que esses indicadores podem ajudar as empresas de transporte nos seus processos decisórios e no planejamento para os próximos meses.”, comenta Costa.

Vale lembrar que um tempo atrás postamos uma matéria divulgando outro painel da CNT, dessa vez com parceria do SEST SENAT, o Painel de Testagem no Transporte Rodoviário. Esse mostra os resultados do impacto na pandemia sobre a saúde dos trabalhadores do transporte.

Fonte: CNT

Orçamento do Ministério da Infraestrutura deve receber mais R$ 1 bi em 2021

Orçamento do Ministério da Infraestrutura deve receber mais R$ 1 bi em 2021

Após apelos da pasta comandada por Tarcísio de Freitas, segundo quem os valores iniciais comprometeriam o andamento de obras públicas tocadas pelo governo, a equipe econômica aceitou aumentar em R$ 1 bilhão o Orçamento do Ministério da Infraestrutura para o ano que vem.

O Ministério da Economia havia previsto, a princípio, que a pasta teria R$ 6,3 bilhões para despesas não obrigatórias e, portanto, livres para investimento. No entanto, o acréscimo corresponde a menos de um quarto do que o Ministério da Infraestrutura havia pedido para a equipe de economia.

Assinado pelo ministro Freitas, o ofício ao qual o Estadão/Broadcast teve acesso, mostra que a pasta precisaria de mais R$ 4,6 bilhões, dos quais R$ 3,6 bilhões serviriam para completar os recursos mínimos para a “manutenção de ativos de infraestrutura de transportes”, além de dar continuidade de projetos em andamento.

Em resumo, o ministro apontou que o montante inicialmente previsto não seria suficiente para bancar obras em andamento. Freitas afirmou que, diante disto, o cumprimento da meta implicaria na redução de valores destinados à conservação das rodovias federais, o que estaria em desacordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Apesar do valor estar longe do que foi pedido, o acréscimo de R$ 1 bilhão irá permitir que o órgão atenda a proporção mínima de recursos para dar continuidade a empreendimentos em andamento, afirmou o ministério em nota ao Estadão/Broadcast.

“O Ministério tem uma relação de parceria com o Congresso Nacional, auxiliando os parlamentares na indicação de emendas parlamentares, promovendo eficiência na alocação de recursos e mais entregas ao povo brasileiro”, afirmou o órgão, em nota.

Fonte: SETCESP

Está no ar o RNTRC 100% digital

Está no ar o RNTRC 100% digital

Há um tempo atrás, aqui mesmo no blog da guep, noticiamos que a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) disponibilizaria o cadastro do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) integralmente pela internet. E para a alegria do setor, isso já está disponível!

Esta mudança tem como objetivo reduzir a burocracia, trazer mais facilidade para o registro dos transportadores e principalmente, como também aprimorar ainda mais a eficiência do transporte de cargas do país.

Para acessar esse novo sistema do RNTRC 100% Digital, clique aqui.

Para ajudar os transportadores nesta nova jornada, a ANTT disponibilizou em seu canal do Youtube, tutoriais passo a passo para o cadastro. Confira abaixo os vídeos dos tutoriais:

Além disso, a ANTT também oferece um guia completo com o passo a passo, que você pode conferir aqui.

Benefícios do RNTRC 100% digital

Com o cadastro do RNTRC digital, os transportadores têm a oportunidade de se cadastrarem, se recadastrarem e fazerem a gestão de sua frota sem a necessidade do atendimento presencial, até então obrigatório, o que agiliza todo o processo da operação.

Além disso, segue abaixo outros benefícios que o mesmo proporciona:

  • Registro e gestão da frota no cadastro, de forma segura, rápida e eficiente, de forma digital, sem o transportador precisar se deslocar para nenhum ponto de atendimento;
  • Possibilidade de realizar o cadastro do contrato de arrendamento de veículos;
  • O registro e a gestão do RNTRC é sem custos para o transportador;
  • Não há necessidade de envio de nenhum documento, pois as informações constarão da integração da base de dados da ANTT, da Receita Federal e do Denatran;
  • O registro é imediato, após a finalização do cadastro por meio do sistema digital, facilitando e agilizando o processo.

E quanto a você, vai aderir a esta mudança?

Fonte: SETCESP