Atendimento (11) 4452-7100 | Comercial (11) 2598-0104 contato@guep.com.br
Estados Unidos vão incentivar caminhões elétricos pesados

Estados Unidos vão incentivar caminhões elétricos pesados

O governo norte-americano vai investir US$ 127 milhões, ou seja, cerca de R$ 704 milhões no chamado programa “SuperTruck 3” (super-caminhão, na tradução do inglês), para estimular a eletrificação do transporte naquele país, em especial os caminhões pesados de uso rodoviário.

Os recursos serão voltados a projetos de cinco fabricantes, pelos próximos cinco anos. Essas montadoras terão a missão de desenvolver veículos com zero emissão de poluentes. Mas com atuação no transporte de longo alcance. Esse será o desafio, já que envolve a eletrificação e autonomia dos caminhões médios e pesados que circulam pelos EUA.

Fases

As diversas fases do programa SuperTruck, que começou em 2009, tiveram como objetivo aumentar a eficiência do transporte de carga e foram responsáveis pela adoção de sucessivas ondas de novas tecnologias como maior eficiência no consumo de combustível, melhoria na eficiência de pneus, entre outros.

Entre os projetos de marcas como Kenworth, Peterbilt, GM, Mercedes, Ford e Volvo estão modelos elétricos com capacidade – leia-se autonomia – melhorada, modelos com recarga rápida ou movidos a células de combustível de hidrogênio, que são aqueles que usam o hidrogênio como ‘combustível’ para gerar energia elétrica.

Caiu a obrigatoriedade do adesivo RNTRC

Caiu a obrigatoriedade do adesivo RNTRC

Você sabia que caiu a obrigatoriedade do Adesivo do RNTRC nos caminhões?!

Nesta semana, Tarcísio Gomes de Freitas, Ministro da Infraestrutura, anunciou que a ANTT vai dispensar os caminhoneiros de usar o adesivo de identificação do RNTRC – Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas nos veículos.
Além de reduzir a burocracia, a decisão vai trazer mais tranquilidade para autônomos e transportadoras, porque havia risco de multa que poderia chegar a R$ 5 mil por ausência, rasura ou adesivo danificado.

Mas fique atento: o caminhoneiro ou transportadora ainda pode ser multado no valor de R$ 550,00 nos casos em que o transportador, inscrito ou não no RNTRC, dificultar, de qualquer forma, a fiscalização durante o transporte rodoviário de cargas.

A resolução passa a vigorar daqui a 30 dias, quando os caminhões passarão a ser fiscalizados somente pelos números das placas.
Confira a íntegra da Resolução neste link: www.guep.com.br/antt