Atendimento (11) 4452-7100 | Comercial (11) 2598-0104 contato@guep.com.br
Guep recebe visitas de estudantes e professores do Brasil, Bélgica e EUA

Guep recebe visitas de estudantes e professores do Brasil, Bélgica e EUA

Nesta quarta-feira, dia 18 de maio, concluímos na GUEP a fase de imersão dos participantes do Global Teamwork For The Future, iniciativa conjunta das Universidades Metodista; a Washburn University, do Estado do Kansas, nos EUA; a PXL University of Applied Sciences and Arts, da cidade Hasselt, na Bélgica; e a Wuhan University of Science and Technolog, da cidade de Wuhan, na China

Os estudantes conheceram as atividades da GUEP, como atuamos no transporte de carga, provendo soluções de informação para tomada de decisão e no gerenciamento de risco, bem como nossa visão de futuro sobre o papel da tecnologia no transporte rodoviário de carga – TRC. Os estudantes abordaram as características do mercado brasileiro receberam alguns desafios feitos pela GUEP, incluindo aí como tecnologias disruptivas podem agregar valor, segurança e confiabilidade ao TRC.

A GUEP agradece aos alunos e professores participantes pela visita e troca de ideias. Nosso obrigado aos que nos visitaram: Profª. Karin Muller, Universidade Metodista; Profª.Pina Cimino, PXL University, Bélgica; e Prof. Michael Stoica, Washburn, EUA; e os estudantes Giovanna Casagrande e Evellyn Suyan, da Metodista; Nick Jaspers, PXL, Bélgica; e Carlos Emanuel, Washburn, EUA.

E também agradecemos aos que participaram por videoconferência:
Para a nossa empresa, é essencial fomentar a troca de experiências e conhecimentos com instituições acadêmicas do Brasil e do exterior, bem como contribuir para a disseminação de conhecimentos, inovações e melhores práticas.

Gostou? Compartilhe:
Scania começa a vender caminhão autônomo para agronegócio em novembro

Scania começa a vender caminhão autônomo para agronegócio em novembro

A Scania começa a vender, até o final do ano, a versão comercial de seu caminhão autônomo P 280 8×4, que é focado no agronegócio e preparado para atuar, por exemplo, na colheita e transporte de cana de açúcar.

O modelo foi apresentado durante a edição 2022 da Agrishow, realizada no final do mês passado, em Ribeirão Preto, São Paulo. Os visitantes da feira puderam fazer um test drive no veículo em um circuito que simula as condições reais de uso do veículo

O Scania P 280 conta com a direção autônoma de nível 2, que é aquela com veículos que possuem sistemas internos capazes de gerenciar todos os aspectos da direção: direção, aceleração e frenagem, porém o motorista deve ser capaz de intervir se qualquer parte do sistema falhar.

Adaptação

O veículo autônomo da Scania vem com uma série de adaptações próprias para uso na lavoura como pneus de alta flutuação (mais largos) para não compactar as culturas, direcionamento automatizado por georreferenciamento que, recebendo sinais do satélite, faz o caminhão operar no trajeto desejado sem a intervenção do motorista ao volante.

O desenvolvimento deste Scania autônomo da Nova Geração de caminhões surgiu como uma oportunidade para atender uma demanda do mercado, que busca cada vez mais alternativas de gestão eficiente em aplicações fora de estrada. A primeira demonstração será realizada na Cocal, após a Agrishow, e seguirá até o final de 2022.

A gama do autônomo para transbordo tem opções do P 280 nas configurações de roda 6×4 e 8×4 movidas a diesel e também uma versão 6×4 a gás e/ou biometano. A caixa de carga dispõe de capacidade nominal aproximada de 21,5 toneladas, equivalente a meia caixa do rodotrem. O autônomo Scania P 280 8×4 recebe caixa de câmbio automatizada Optcruise de 14 velocidades, sendo duas bastante curtas, o que ajuda a acompanhar o ritmo da colhedora de cana.

Antecessor

A Scania não é a única a disponibilizar ao agronegócio brasileiro um caminhão autônomo. O time da Guep foi conhecer de perto um modelo que também contava com a tecnologia, porém da fabricante Mercedes Benz, na Agrishow 2019, a última edição do evento realizada antes da suspensão dos eventos presenciais, por conta da pandemia da covid-19. Confira no vídeo abaixo o passeio que fizemos.

Gostou? Compartilhe:
Convênio com Universidades traz pesquisadores para a GUEP

Convênio com Universidades traz pesquisadores para a GUEP

Um ponto muito importante para o relacionamento das empresas com o mercado são as parcerias com órgãos de pesquisa e com a Guep não é diferente. Firmamos, pela segunda vez, um novo convênio com a iniciativa Global Teamwork For The Future (Trabalho em Grupo Global Para o Futuro, na tradução literal), que reúne as seguintes instituições de ensino: a brasileira Universidade Metodista; a Washburn University, do Estado do Kansas, nos EUA; a PXL University of Applied Sciences and Arts, da cidade Hasselt, na Bélgica; e a Wuhan University of Science and Technology, da cidade de Wuhan, China.

Pesquisadores destas universidades farão uma visita monitorada à Guep e proporão, com seus conhecimentos, novas formas de impulsionarmos nossos produtos e serviços usando as técnicas que aprenderam neste curso de formação.

Esta é uma forma de trocar experiências com instituições acadêmicas e contribuir para a disseminação de conhecimentos e inovações.

Gostou? Compartilhe:
Entenda por que o transporte rodoviário de carga gerou mais de 14 mil novos empregos em 2022

Entenda por que o transporte rodoviário de carga gerou mais de 14 mil novos empregos em 2022

O transporte rodoviário de cargas brasileiro o primeiro trimestre de 2022 aquecido e em crescimento, com contratações superiores às demissões, segundo o Painel CNT do Emprego no Transporte, iniciativa da Confederação Nacional do Transporte (CNT): o segmento gerou de janeiro a março de 2022 um total de 14.290 novas vagas de emprego no país. O saldo positivo é resultado das 159.276 admissões frente aos 144.986 desligamentos.

O Painel do Emprego no Transporte também traz dados relevantes por regiões e estados.
E o saldo das contratações nos três primeiros meses do ano mostrou que a região Sudeste acumulou a maior parte dos novos postos de trabalho, 5.625 vagas, porque esta é a região que está concentrando a maior parte da aceleração na atividade econômica no País, tanto pela retomada na atividade industrial como pelo agronegócio.

Agronegócio aliás que faz o Sudeste ser seguido pelas região Sul com 5.144, e Centro-Oeste com 3.301 postos de trabalho. A região Norte completa o quadro com 890 novas contratações. Vale lembrar, a região Norte é a que tem o menor percentual populacional do País. Apenas a região Nordeste registrou desligamentos, sendo 682 postos de trabalho fechados.

Já o levantamento por Estados revelou que 19 unidades federativas e o Distrito Federal registraram saldos positivos nas contratações de novos colaboradores.

Por sua vez, os estados do Piauí, Acre, Rondônia, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Rio de Janeiro e Pará registraram mais demissões que admissões no acumulado do primeiro trimestre de 2022.

Contratar sim, porém com segurança

O saldo positivo na contratação de novos colaboradores sempre é uma notícia a ser celebrada, pois dá conta de um movimento positivo da retomada da economia. Porém, existem aspectos da contratação de novos colaboradores que, se não são um impeditivo, podem ser um dificultador.

É nesse contexto que novas soluções tecnológicas se apresentam como uma alternativa para melhorar a assertividade nas contratações e permitir, às áreas de Recursos Humanos das empresas ganharem agilidade nos processos de recrutamento e seleção, contratando sim, porém com segurança. É o caso da Guep RH, a solução de background check da GUEP.

A empresa, que já é líder no mercado de verificação de informações no transporte, com sua solução de Pesquisa e Cadastro de Motorista Score, para as atividades de gerenciamento de risco no TRC, desenvolveu agora uma ferramenta específica para auxiliar as áreas de RH a ganharem agilidade nos processos de contratação.

Agilidade é fundamental

Ao mesmo tempo em que as áreas de RH estão sendo cobradas por rapidez, são vistas como lentas pelas áreas internas na hora de recrutar talentos. Não é fácil, afinal precisam conciliar exigências na seleção de perfis com uma agilidade de análise que não dá margem para erros.

Essa foi a razão para a Guep criar a GUEP RH, a melhor e mais avançada plataforma de background check digital do mercado: nossa pesquisa é toda online e em tempo real – sem usar bancos de dados, ou seja, só a GUEP traz você uma visão mais precisa e confiável na análise de candidatos.

Seja mais assertivo nos seus processos e baixe os custos da sua operação. E só para você saber, a Guep está entre os líderes em soluções de Background Check na área de logística: nossa solução de Pesquisa de Motoristas atende a mais de 2500 clientes em todo o Brasil e já fez mais de 12 milhões de pesquisas!!

Como a Guep consegue isso?!

Nós desenvolvemos uma IA (Inteligência Artificial) que varre online centenas de fontes de informação, trazendo um retrato fiel de seus candidatos em processos seletivos. E isso é vital para saber no detalhe quem está entrando na sua operação.

E outro detalhe é que a mesma tecnologia do GUEP RH pode te ajudar ainda em outras verificações como pesquisas do tipo KYE – Know Your Employee, KYC – Know Your Customer e KYP – Know Your Partner.

E ainda diminui a carga de trabalho do RH?!

Além disso o Guep RH ainda diminui a carga de trabalho dos times de Recursos Humanos pois demanda poucos dados para levantar informações, e ainda permite o envio de pesquisas em lotes, trazendo mais agilidade aos processos de recrutamento e seleção de novos colaboradores.

Migre agora mesmo para o background check digital: clique AQUI!

Quer saber mais sobre o GUEP RH? Assista ao vídeo abaixo:

Conheça a GUEP RH, a melhor e mais avançada solução de background check digital do mercado

Gostou? Compartilhe:
JBS vai usar – e alugar – caminhões elétricos

JBS vai usar – e alugar – caminhões elétricos

A gigante de proteína animal JBS anunciou uma nova empresa do grupo: a No Carbon, que vai alugar caminhões 100% elétricos para operações logísticas. A ideia é alugar VUCs (Veículos Urbanos de Carga ) totalmente elétricos para qualquer empresa interessada em mitigar suas emissões.

A No Carbon já não sai do zero, uma vez que atenderá inicialmente às operações logísticas de marcas Friboi, Seara e Swift. Zero aliás é a quantidade de carbono que a JBS quer emitir em suas operações até 2040.

Segundo dados da JBS, cada veículo elétrico evita o lançamento anual de cerca de 30 toneladas de gás carbônico (CO2) equivalente na atmosfera. Como estas emissões estão relacionadas ao transporte, estamos falando das chamadas emissões de CO2 de escopo 3, que diz respeito às emissões indiretas das operações de uma empresa (lembrando que o Escopo 1 refere-se às emissões de carbono da operação direta, como na criação de gado ou no processamento industrial de proteína; enquanto as emissões de escopo 2 estão relacionadas mais ao consumo de energia elétrica nas suas várias matrizes).

A No Carbon já conta com uma frota de 31 VUCs elétricos, atendendo aos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal. A expectativa é expandir essa frota no médio prazo, com a possibilidade de abrir a locação de veículos de carga elétricos para outras empresas que busquem uma logística mais verde, como redes varejistas e empresas de e-commerce.

Ciclo urbano, curtas distâncias e recargas

É importante ressaltar que a eletrificação das frotas está começando pelos veículos de pequeno porte que podem operar no ciclo urbano e em curtas distâncias, favorecendo a possibilidade de transitar entre pontos de recarga. Caminhões pesados ou de longas distância eletrificados? Estes ainda devem demorar a chegar ao mercado nacional.

O caminhão utilizado pela No Carbon é equipado com baús frigoríficos transportando, simultaneamente, produtos resfriados e congelados e com capacidade de até 4 toneladas de carga. Os pontos de recarga estarão disponíveis nos centros de distribuição das marcas, e a autonomia do veículo (com o baú) é de até 150 quilômetros, o que o torna ideal para rodar nos centros urbanos.

Além do menor impacto ambiental, uma das principais vantagens dos veículos elétricos é o baixo custo de operação e manutenção. O caminhão não possui, por exemplo, filtro de ar, filtro de óleo, filtro de combustível, sistema de escapamento, correias, bico injetor, bomba de injeção e demais itens que fazem a manutenção de um veículo convencional custar até seis vezes mais do que o modelo elétrico.

#logistica #caminhao #eletrificacao #esg #sustentabilidade #tecnologia #inovacao

Gostou? Compartilhe:
Cresce roubo de cargas em 2021

Cresce roubo de cargas em 2021

Depois de dois anos de relativa estabilidade – e até decréscimo – cresce o roubo de cargas no Brasil com o primeiro aumento no índice desde 2017. Os dados foram divulgados pela
Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) que divulgou, na semana passada, estudo que mostra um raio-x do roubo de cargas no Brasil ano passado.

De acordo com um levantamento da associação, o número total de registros cresceu 1,7%, passando de 14.150, em 2020, para 14.400, no ano passado. Como aconteceu em anos anteriores, a região Sudeste concentrou a maioria dos casos, com 82% das ocorrências, seguido do Sul (6,82%), do Nordeste (5,44%), do Centro-Oeste (3,66%) e do Norte (1,42%). Somados os valores em milhões de cada uma dessas regiões, foram aproximadamente R$ 1.270 bilhão perdidos em cargas roubadas no país.

A pesquisa aponta que as mercadorias mais visadas pelas quadrilhas e pelos grupos criminosos são os alimentos, os combustíveis, os produtos farmacêuticos, as autopeças, os materiais do setor de têxteis e de confecção, os cigarros, os eletroeletrônicos, as bebidas e os defensivos agrícolas.

É importante notar que o aumento relativamente pequeno do roubo de cargas também reflete a retomada da atividade econômica e das atividades do transporte, o que levou ao aumento no fluxo de mercadorias nas rodovias e, por consequência, dos roubos e furtos de carga. É nesse sentido que todas as ações e tecnologias de prevenção a riscos devem ser empregadas, incluindo aí o gerenciamento de risco, o acompanhamento do trajeto dos caminhões por rastreadores, o uso de iscas, a cobertura de apólices de seguro e, claro, a utilização de soluções de consulta e cadastro ou pesquisa e cadastro de motoristas e, nesse sentido, as empresas podem contar com a melhor e mais avançada tecnologia de pesquisa de motorista com a GUEP.

Quer saber mais? Clique AQUI e conheça a melhor e mais avançada solução de Pesquisa e Cadastro de Motorista do mercado.

Gostou? Compartilhe: