A Waymo, empresa que pertence à holding Alphabet, a mesma que controla o Google, é quem toca os projetos de desenvolvimento de veículos autônomos e fez barulho nas últimas semanas por ter levantado investimentos da ordem de US$ 2,25 bilhões.

É uma novidade, uma vez que, até então, só a Alphabet vinha injetando dinheiro na companhia, que tem cerca de 1,5 mil funcionários.

A empresa está prestes a lançar a quinta geração do Waymo Driver, como é chamada o sistema de hardware e software que compõem a inteligência artificial que dá a direção autônoma para os veículos. A Waymo não esconde que quer licenciar esta tecnologia para qualquer fabricante que queira adotá-la em seus veículos.

Mas o projeto que interessa mais ao segmento do transporte é o chamado Waymo Via, um sistema focado no transporte e entrega de produtos usando vans e caminhões da chamada Classe – 8, de veículos capazes de transportar acima de 15 toneladas de carga.

Este projeto deve receber mais investimentos. Em janeiro, a Waymo anunciou que começaria a mapear e, eventualmente, testar seus caminhões autônomos no Texas e em partes do estado norte-americano do Novo México.

A Waymo também está testando seus caminhões autônomos em vários locais nos EUA, incluindo o estado do Arizona, a região da cidade de San Francisco e Atlanta.

Além do serviço de entregas, a Waymo já está operando seu serviço de carona, semelhante ao Uber, em fase de teste, também no estado do Arizona e na região de São Francisco.

Gostou? Compartilhe: