Segundo a pesquisa da NTC&Logística divulgada na última terça-feira (14), a demanda por transporte rodoviário de cargas no Brasil voltou a melhorar, aproximando-se ainda mais dos níveis antes da queda brusca ocorrida no final de março, em razão ao início da quarentena para o combate do coronavírus.

A pesquisa apontou que a 2ª semana de julho (que foi quando ocorreu a apuração), mais especificamente, do dia 6 à 12, a variação negativa foi de 27,18% em relação aos níveis pré-pandemia da Covid-19. O que significa um avanço de 3,3 pontos percentuais na comparação semanal, e novamente um melhor resultado desde a última semana de março, que antecedeu uma forte queda, com variação negativa de 45,2%.

Assim como a demanda, o percentual de empresas do setor de transporte com queda no faturamento desde o início da pesquisa, felizmente, também diminuiu, atingindo 83%, versus 88% na semana anterior.

No relatório, para cargas fracionadas, que contêm pequenos volumes, houve um avanço de cerca de 2 pontos na comparação semanal, para uma variação negativa de 21,77% frente aos níveis pré-pandemia.

Já para cargas lotação, que ocupam toda a capacidade dos veículos e são utilizadas principalmente nas áreas industriais e agrícolas, a retração chegou a 30,90% na semana, ante 34,34% na semana anterior.

Confira a pesquisa completa aqui.

Fonte: NTC&Logística

Gostou? Compartilhe: