A gigante de alimentos e bebidas PepsiCo, e a brasileira Sunew, de geração de energia solar, se juntaram em um projeto de energia solar pioneiro para caminhões de distribuição.

O propósito da parceria é contribuir, no longo prazo, para a diminuição da emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE), já que o transporte rodoviário de carga responde por uma parcela significativa das emissões; e, claro, melhorar a eficiência energética nos veículos e otimização da operação.

A Sunew deu início à instalação de Filmes Fotovoltaicos Orgânicos (OPV) em 10 veículos da frota de distribuição da PepsiCo, e o projeto piloto vai aprimorar a gestão da recarga da bateria dos veículos e do seu sistema de iluminação.

A meta final é expandir a solução de energia limpa para toda a frota da companhia.

Agora, por que a Sunew optou por painéis flexíveis? Porque ela seria a melhor solução, tendo em vista a resistência às condições operacionais de um veículo. Caso fossem painéis solares rígidos, eles poderiam apresentar trincas e danos por conta do movimento e trepidação, reduzindo drasticamente a sua vida útil.

A solução proposta consiste na instalação de um sistema de geração de energia solar composto por filmes posicionados na parte superior externa (teto) do implemento e um controlador de carga elétrica que fará a gestão da recarga da bateria do caminhão e do sistema de iluminação.

Com isso, a luz solar passa a alimentar a bateria, em vez de demandar energia do combustível/conjunto motriz do veículo.

O OPV irá assegurar que a bateria do caminhão esteja sempre em funcionamento, aumentando a disponibilidade do veículo, o que minimizará o risco de paradas não programadas e até mesmo a ociosidade de parte da frota que por descarga da bateria acaba não entrando em operação para distribuição das mercadorias.

Fonte: Mundo Logística

Gostou? Compartilhe: